21 de dez de 2016

Concurso TRF para nível Médio e Superior

As vagas são para os cargos de Técnico Judiciário (nível médio) e Analista Judiciário (nível superior).

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região promove concurso público, com o apoio da empresa CONSULPLAN e orientado pelo edital nº 1/2016. O intuito é formar cadastro reserva para cargos do quadro de pessoal do próprio TRF 2 e da Justiça Federal de Primeiro Grau das Seções Judiciárias do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.

Oportunidades de Analista Judiciário (nível superior) nas especialidades de: Oficial de Justiça Avaliador Federal, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Contadoria, Enfermagem, Enfermagem do Trabalho, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica, Estatística, Informática/ Desenvolvimento, Informática/ Infraestrutura, Medicina Clínica, Medicina do Trabalho, Medicina Psiquiatria, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e até Sem Especialidade (Direito ou qualquer área de formação).

Técnico Judiciário nas especialidades de: Segurança e Transporte, Telecomunicações e Eletricidade, Enfermagem, Informática e Sem Especialidade (apenas nível médio).

Para as vagas de Analista o salário inicial é de R$ 10.119,93, já com programação de reajustes para os próximos três anos. Os cargos de Técnico inicialmente tem um salário de R$ 6.167,99, também com reajustes já estabelecidos.

Além do salário, haverá benefícios, conforme a vaga, a exemplo de gratificações, adicional de qualificação por curso de pós-graduação ou curso de nível superior, adicional de qualificação por treinamento, participação nas despesas com assistência médica e hospitalar, auxílio pré-escolar, auxílio-alimentação, auxílio-transporte e outros.

As inscrições podem ser preenchidas pelo site da CONSULPLAN (www.consulplan.net), através de requerimento on-line de inscrição, até o dia 21 de dezembro de 2016. O valor da taxa de inscrição é de R$ 70,00 ou R$ 60,00 e aqueles que forem solicitar isenção do pagamento dessa taxa devem ler atentamente os critérios para fazê-lo.

Os inscritos terão provas objetivas aplicadas a todos os cargos/áreas/especialidades, além de:

- Prova de redação, aplicada apenas aos cargos/áreas/especialidades de Analista Judiciário/Sem Especialidade - Área Administrativa e Técnico Judiciário/Sem Especialidade - Área Administrativa;

- Prova de estudo de casos, aplicada apenas aos cargos/áreas/especialidades de Analista Judiciário/Engenharia Civil - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/Engenharia Elétrica - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/Engenharia Eletrônica - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/Engenharia Mecânica - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/ Arquitetura - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/ Informática/Infraestrutura - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/Informática/Desenvolvimento - Área Apoio Especializado, Analista Judiciário/Oficial de Justiça Avaliador Federal - Área Judiciária, Analista Judiciário/Sem Especialidade - Área Judiciária;

- Prova prática, aplicada apenas ao cargo/área/especialidade de Técnico Judiciário/Especialidade Telecomunicações e Eletricidade - Área Administrativa;

- Prova de capacidade física, aplicada apenas ao cargo de Técnico Judiciário/Especialidade Segurança e Transporte - Área Administrativa.

A aplicação das provas objetivas/redação/estudo de casos para o Rio de Janeiro será feita nas cidades de Angra dos Reis, Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Macaé, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Rio de Janeiro, Três Rios e Volta Redonda, já no Espírito Santo, nas cidades de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e Vitória. As datas inicialmente marcadas para aplicação são os dias 5 e 12 de março de 2017.

No prazo de validade do concurso, que será de 24 meses (prorrogável), das vagas destinadas para cada cargo, será reservado o percentual de 20% para candidatos negros e 5% às pessoas com deficiência.

Edital e atualizações: http://www.consulplan.net/concursosInterna.aspx-k=eaVrJBV4RUE= 

Segundo especialista, o concurseiro que inicia os estudos antes do edital tem 50% mais chance de ser aprovado. O segredo é estudar com apostilas, provas anteriores e exercícios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.