22 de out de 2008

Cidade sem população

Epitaciolândia é uma das cidade acreanas que, pelo menos por duas vezes, quase vira municipio. Mas foi apensa com o Governador Edmundo Pinto que virou a Epitaciolândia. Isso não impediu de, ao ser oficializada municipio, ficar sem "população". O fato é que não havia cartório, muito menos maternidade. Os nascidos por lá, iam pra maternidade em Brasiléia e eram registrado no cartório da mesma cidade. Mas hoje, tudo é diferente. O progresso chegou!! Parabéns Epitaciolândia e seus residentes.

Era pra ser Brasília

A cidade conhecida por Brasiléia, primeiramente se chamou Brasília. Mas não podemos esquecer que há hierarquia de poder. Pois é, Brasília acreana teve se nome mudado por ordem no governo federal. Assim, ficou como a conhecemos hoje: Brasiléia.

Relevância da história

Estamos vivendo momentos que deverão implicar em um futuro bem diferente daquele que pensavamos a dez anos atrás. A nova modalidade de gestão e poder, presente na administração acreana, é a responsável por essa mudança. Parabéns, caso obtenham sucesso, e mesmo que não tenham o novo modelo já se mostrou eficiente em diversos aspectos. Contudo, os gregos e egípcios também lograram êxito e apenas sucumbiram medianta a ordem natural da vida e, relevante também, pelo fato de buscar aumentar o poder sem melhorar a gestão politica e administrativa. Até agora tudo bem. Espero que o erro do passado não seja repetido no presente e afete o futuro, afinal, temos que pensar naqueles que virão e não apenas nos que aqui estão.

IDAILDO SOUZA