23 de set de 2011

Uma nova 'colher de chá" de como fazer citação


Para que escreve artigos, teses, dissertações, trabalhos de conclusão de curso e outros, a citação é fundamental. O autor não deve escamotear as suas fontes e o uso que delas faz no trabalho.
Primeiramente é importante observar que as citações podem ser de dois tipos: 1) DIRETAS e; 2) INDIRETAS.
Esses dois tipos subdivide-se em duas modalidades: 1) TRANSCRIÇAO e; 2) PARÁFRASE.
Mas, vamos por parte. Primeiramente é preciso identificar o autor que está sendo beneficiado pela sua leitura, afinal é ele quem deve ser lembrado. Assim vamos destacar alguns exemplos de como citar o nome do autor.
George Stigler. Cite como: Stigler
Peter Bohm e Clifford Russel: Cite como:  Bohm & Russel
Amartye Sen; Martha Nussbauam e Gunner Myrdal: Cite como: Sen; Nussbauam & Myrdal
Edgar Morin; Brigitte Kern; Maureen Cropper e Wallace Oates: Cite como: Morin et all.
Manoel de Oliveira Filho: Cite como:  Oliveira Filho
Sebastião Almeida Neto: Cite como: Almeida Neto
Raimundo Sant’Ana Sobrinho: Cite como: Sant’Ana Sobrinho
Joaquim Maia Júnior: Cite como: Maia Júnior
Idaildo Souza da Silva: Cite como: Silva
Jeisa Acióle da Costa. Cite como: Costa

Sempre se pode recorrer a manuais de citação de nomes para tirar dúvidas.
Voltando para as citações de texto vamos entender as citações DIRETAS, que pode ser por meio de:
1. TRANSCRIÇÃO. Reprodução literal das próprias palavras do texto citado. Exemplo de citação direta na forma de transcrição:
a) citação com menos de 3 linhas.
...avançada do que a da Europa. "Neste período a China foi a maior potência mundial e a cultura chinesa a mais esplendorosa." (BARRACLOUGH,1993, p. 125).
b) citação com mais de 3 linhas, parágrafo recuado.
Destacam igualmente que
    "...os governos europeus têm desempenhado um importante papel na promoção de redes: estabelecem setores amplos como alvos para esforços de desenvolvimento dentre aqueles que compõem a base manufatureira e de serviços existente em suas economias – por exemplo, os setores têxtil, metalúrgico e de turismo." (LIPNACK e STAMPS, 1994, p. 6)

2. PARÁFRASE. Citação livre (síntese) do texto. Reprodução livre, mas fiel, das ideias e/ou informações contidas no documento utilizado.
Exemplos de citação direta na forma de paráfrase:
a) Vonortas e Safioleas (1997) usaram uma base de dados criada por uma pequena firma da Califórnia, Itsunami Inc.
b) Freeman (1991), Imai & Baba (1991) e Teubal et all. (1978) ressaltaram, entre as causas da evolução das estruturas organizacionais para o modelo em rede...
c) Indicadores diretos da formação de redes de firmas são comentados em Mowery (1989), Hagedoorn (1990) e Dunning (1993).
d) Baba (1988) critica o modelo de Kline-Rosenberg (1986) por não levar em conta a importância da organização dos componentes no produto.


Agora vamos entender as citações INDIRETAS, que pode ser por meio de:
Citação de citação. Transcrição ou paráfrases de um texto já citado por outro autor, cujo original não foi possível ser consultado. Utiliza-se a expressão apud.
a) Exemplo de citação indireta na forma de transcrição:
No novo modelo de produção: especializado e flexível, conforma-se um novo modelo de organização do trabalho.
"(...) no plano de organização da produção, a fábrica flexível; no plano da hierarquia das qualificações, o operário prodhoniano; e, no plano da mobilidade dos trabalhadores, o trabalhador temporário, isto é, a possibilidade de variar o emprego e o tempo de trabalho." (BOYER, 1986, apud HIRATA, 1994, p. 125)
b) Exemplo de citação indireta na forma de paráfrase:
A propósito, Dwyer (1987 apud GITAHY, 1993), afirma que o ritmo de introdução de inovações tecnológicas tem sido tão alterado que impôs novas exigências em termos de formação profissional.

Sempre surgirão dúvidas, pois é a prática que leva a perfeição. Contudo espero ter contribuído.


IDAILDO SOUZA

16 de set de 2011

Para descontrair... uma piadinha de doer !!!!

Um coelhinho felpudo estava fazendo suas necessidades matinais quando olha para o lado, e vê um enorme urso fazendo o mesmo.

O urso se vira para ele e diz: - Hei, coelhinho, você solta pêlos?

O coelhinho, vaidoso e indignado, respondeu:

- De jeito nenhum, venho de uma linhagem muito boa...

Então o urso pegou o coelhinho e limpou a bunda com ele.



MORAL DA HISTÓRIA:

CUIDADO COM AS RESPOSTAS PRECIPITADAS, PENSE BEM NAS

POSSÍVEIS CONSEQÜÊNCIAS ANTES DE RESPONDER!



No dia seguinte, o leão, ao passar pelo urso diz:

- Aí, hein, seu urso! Com toda essa pinta de bravo, fortão, bombado...!

Te vi ontem, dando o rabo prum coelhinho felpudo.

Já contei pra todo mundo!!!



MORAL DA MORAL:

VOCÊ PODE ATÉ SACANEAR ALGUÉM, MAS LEMBRE-SE QUE SEMPRE

EXISTE ALGUÉM MAIS FILHO DA PUTA QUE VOCÊ!



'O problema do Brasil é que, quem elege os governantes  não é o pessoal que lê jornal, mas quem limpa a bunda com ele!


Brasil... mostra tua cara !


IDAILDO SOUZA

Como está as suas consideraçoes???

O grande defeito em ler é nao entender o que se leu.

Isso faz com tenhamos de expor um assunto por diversas vezes, de forma diferente.

É o caso da conclusão ou considerações finais.

Este elemento, numa monografia, é um texto no qual o autor faz um balanço do que consistiu sua pesquisa (os objetivos que foram alcançados e os que não foram alcançados) e expõe seu ponto de vista pessoal sobre o resultado.

O conteúdo do trabalho deve ter levado ao aluno a concluir sobre situações, informações, dados e outros. Agora ele deve consolidar tais informações. No caso de pesquisas, quando o resultado apresentado foi uma situação não satisfatório, pode-se fazer sugestões focadas em como melhorar a situação.

As Considerações Finais, a conclusão da análise, descrição e avaliação devem necessariamente remeter-se a idéia principal, recapitulando todos os tópicos do desenvolvimento.

Depois disso, leia sua introdução e veja a conexão deste elemento com o trabalho.



IDAILDO SOUZA

13 de set de 2011

Outros elementos importantes

Olá turma,

Vale à pena lembrar de outros elementos, sendo que alguns não são obrigatórios.

1) Dedicatória - Elemento opcional. É uma homenagem que o autor presta às pessoas (uma ou mais) que colaboraram com a pesquisa. Não se escreve a palavra dedicatória.

2) Agradecimentos - Os agradecimentos devem ser dirigidos a quem realmente contribuiu, de maneira relevante, à elaboração do trabalho (empresas ou organizações que fizeram parte da pesquisa) ou pessoas (profissionais, pesquisadores, orientador, bibliotecário, bolsistas e outros) que colaboraram efetivamente para sua construção. Colocam-se os agradecimentos em ordem hierárquica de importância. Ele é um elemento opcional.

3) Epígrafe - Deve ser colocada após o agradecimento; o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho. Podem, também, constar epígrafes nas folhas de aberturas das seções primárias (elemento opcional).

4) Resumo em Português - Este elemento é obrigatório. O resumo deve indicar os pontos relevantes da monografia. Contudo, a NBR 6028:2003 estabelece que o resumo pode ser:
Resumo: indica os pontos relevantes do documento;

Resumo crítico: é redigido por especialistas; trata-se da análise crítica de um documento. Também chamado de resenha, não está sujeito a limite de palavras;

 Resumo indicativo: mostra somente os pontos principais do documento, não apresenta dados qualitativos e quantitativos e não dispensa a consulta ao original;
 
Resumo informativo: informa ao leitor: finalidades, metodologia, resultados e conclusões do documento e dispensa consulta ao original;


Palavra-chave: palavras que representam o assunto do documento. 

Cabe esclarecer que o resumo deve apresentar o objetivo, o método, os resultados e as conclusões do trabalho. Deve ser composto por frases concisas, afirmativas. Recomenda-se o uso de parágrafo único. Deve-se usar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular. 
As palavras-chave devem figurar logo abaixo do resumo, antecedidas da expressão: Palavras-chave; separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto.

O resumo deve conter:
- 150 a 500 palavras para os trabalhos acadêmicos (teses, dissertações, trabalhos de conclusão e relatórios técnico-científicos);
- 100 a 250 palavras para os artigos de periódicos.
A norma não especifica o espaçamento entre linhas; sugere-se o espaçamento simples entre linhas.


Outros elementos são:

Resumo em inglês (abstract);

Lista de ilustrações;

Lista de figuras; 

Lista de tabelas;

Lista de abreviatura e siglas;

Lista de símbolos;

Sumário.



IDAILDO SOUZA




11 de set de 2011

Defesa de Monografia

O Programa de Bacharelado em Economia, iniciado em 2007, iniciou no mês de setembro o processo de avaliação do trabalho final do curso: a monografia.

São 15 municipio envolvidos no programa e as defesas ocorrerão em cada municipio.

Foi um longo percurso, que se consagra com a defesa do trabalho final de curso.

Parabéns a todos que ao longo desses anos colaboraram com o curso.

Parabéns, em especial, aos alunos que encamparam essa batalha e estão logrando êxito.


IDAILDO SOUZA

9 de set de 2011

Elementos pós-textuais

Os elementos pós-textuais compreendem os componentes que completam e enriquecem o trabalho, sendo alguns opcionais (apenas alguns).

Faz-se necessário que seja obervado tais elementos, tais como:

a) Referências bibliográficas: elemento obrigatório constitui uma lista ordenada dos documentos, livros, artigos e outros efetivamente citados no texto. (NBR 6023: 2003). Assim, não esqueça de checar se tudo está listado nas referências;

b) Glossário: elemento opcional elaborado em ordem alfabética;

c) Apêndices: elemento opcional. Texto ou documento elaborado pelo autor a fim de complementar o texto principal. (NBR 14724: 2002, p.2). Mutios confundem com os anexos;

d) Anexos: elemento opcional. Texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração. (NBR14724: 2002, p.2). 

Não faça confusão entre  os ítens c) e d).


IDAILDO SOUZA



Revisar nunca é exagero !

Essa é uma das verdades. Ao lembrar do trabalho monográfico, percebemos que tal afirmaçao é pertinente.

Pensando nisso, vamos rever alguns aspectos do trabalho:

1) Tema - O tema deve ser bem especifico e enfatizar o objeto de pesquisa.

2) Justificativa - Neste tópico devem-se apresentar as razões da escolha do tema. Externe os motivos da escolha.

3) Problemas - É o questionamento que será investigado no trabalho. Procure elaborar em forma de pergunta, pois isso ajudará a problematizar.

4) Hipótese - É a soluçao do problema. Lembre-se que é uma suposiçao.Não esqueça de analisar ao fim do trabalho se tal hipótese se confirma ou não.

5) Objetivo geral - É a meta. Ele deve ser alcançavel ao responder o problema durante a pesquisa. Usar o verbo no infinitivo ajuda.

6) Objetivo especifico - São todos aqueles que contribuirão com o alcance da meta, ou seja, do objetivo geral.


Agora, cabe observar que deve haver uma encandeamento entre tais elementos. Assim, não esqueça de verificar se você alcançou seu objetivo e se o seu problema foi resolvido.



IDAILDO SOUZA

1 de set de 2011

DETALHES SOBRE A MONOGRAFIA DO CURSO E SOBRE A DEFESA


Acredito que nunca é demais revisar alguns aspectos importantes.

           A estrutura da monografia compõe-se de :

           I- folha de rosto;
            II – folha de aprovação;
           III – sumário;
           IV – introdução;
           V- desenvolvimento;
           VI – considerações finais ou conclusões;
           VII- anexos ( se houver);
           VIII – referências bibliográficas.


           A  monografia deve ser apresentada dentro dos prazos que estão sendo previstos, com a observância dos requisitos previstos nas normas da ABNT e o seguinte:
           I- o papel deve ser branco, tamanho A4 ( 210 X 297 mm);
           II – as margens devem respeitar as seguintes medidas: esquerda 3,0 cm; direita 2 cm; superior 3cm; inferior 2 cm;
           III – o parágrafo deve ser redigido com espaçamento duplo, justificado;
           IV – o recuo da primeira linha de cada parágrafo deve ser de1,25 cm;
           V- a fonte deve ser “Times New Roman” tamanho 12;
         VI – as páginas devem ser numeradas no canto superior direito, nos termos da NBR 10719 (os números das páginas devem ser todos em algarismos arábicos, p. e., 1,2,3, etc-, iniciando-se a numeração a partir da parte textual- na Introdução – Opcionalmente, poderá ser paginado o pré-texto em algarismos romanos, p. e., i, ii,iii, etc.);
       VII – o corpo do trabalho ( introdução, desenvolvimento e conclusão) deve possuir no mínimo 30 e no máximo 60 páginas de texto escrito ( conteúdo);
        VIII – deverão ser depositados 3 exemplares com encadernação simples da monografia para a defesa e, após aprovação, 3 exemplares com encadernação de capa dura na coordenação do curso;
           IX – a encadernação da defesa deverá ser espiral, sendo que a versão final será encadernação brochura devendo a capa dura ser na cor azul. 
        A versão final da monografia será defendida pelo aluno perante banca examinadora composta pelo professor orientador, que a preside, e por outros dois membros por ele convidados.

       Observação - Pode integrar a banca examinadora um membro escolhido entre professores vinculados a outras acadêmicas, que tenha interesse na área de abrangência da pesquisa, ou entre profissionais de nível superior que exerçam atividades relacionadas com o tema da monografia.

        Observação - Deve, ainda , ser indicado um membro suplente para integrar a banca examinadora, encarregado de substituir qualquer um dos titulares em caso de ausência.



INFORMANDO SOBRE A DEFESA DA MONOGRAFIA E DA BANCA

           Somente serão considerados habilitados para a defesa da monografia os alunos que :

           I- tiverem obtido, no mínimo 75% de frequência nos encontros com seus respectivos orientadores e demais atividades de orientação;
          
           II – tenham entregue, tempestivamente e de acordo com as regras previstas neste Regimento, a versão final da monografia.


           O aluno que não atingir a frequência mínima de orientação e demais atividades pertinentes à monografia deverá:

           I – realizar atividades correspondentes àquelas que deixou de frequentar , para ser considerado habilitado para realização da defesa e ;
           II – realizar a defesa perante banca examinadora a ser constituída na forma deste Regimento.

           A defesa da monografia será realizada pelo aluno em sessão pública.

       Cada um dos integrantes da banca examinadora arguirá o aluno acerca do conteúdo da monografia, dispondo o discente do mesmo prazo de indagação para apresentação das respostas.

          A atribuição dos resultados dar-se-á após o encerramento da arguição, em sessão secreta, levando-se em consideração o texto escrito e a defesa da monografia.

           Observação - A nota final do aluno será definida pelo resultado da média das notas atribuídas pelos membros da comissão examinadora.

           Observação - Será considerado aprovado o aluno que obtiver média igual ou superior a cinco (5).

           A banca examinadora, por deliberação da maioria de seus membros, poderá determinar ao aluno que reformule o conteúdo de sua monografia, dispensando-o da defesa.

           Observação -  O aluno terá o prazo de 30 (trinta) dias , prorrogável por igual período, para realização das retificações solicitadas e submeter-se a arguição por nova banca examinadora.

           Observação - Realizadas as correções, deverá o aluno depositar a nova versão da monografia, em 3 vias, na forma prevista neste Regimento.

           A avaliação final, assinada por todos os membros da banca examinadora, será registrada no livro de atas respectivo e, caso seja aprovada a monografia, será consignado o resultado em cópia a ser enviada à Biblioteca Central da Universidade.

           Será atribuído conceito 0 (zero) à monografia, caso se verifique a existência de fraude ou plágio praticado pelo orientando, sem prejuízo de outras penalidades previstas no Regimento Geral da Universidade.

           O aluno que não entregar a monografia, ou não se apresentar para a defesa oral, sem motivo justificado, ou, ainda obtiver nota inferior a 5 (cinco) na defesa, não colará grau no Curso.

           No caso de reprovação, desde que não ultrapassado o prazo máximo para a conclusão do curso, poderá o aluno apresentar nova monografia para defesa perante banca examinadora, respeitada os requisitos previstos neste Regulamento.

      A versão final da monografia será defendida pelo aluno perante banca examinadora composta pelo professor orientador, que a preside, e por outros dois membros por ele convidados.

           Observação - Pode integrar a banca examinadora um membro escolhido entre professores vinculados a outras acadêmicas, que tenha interesse na área de abrangência da pesquisa, ou entre profissionais de nível superior que exerçam atividades relacionadas com o tema da monografia.

           Observação - Deve, ainda, ser indicado um membro suplente para integrar a banca examinadora, encarregado de substituir qualquer um dos titulares em caso de ausência.




Idaildo Souza
Ms. Desenvolvimento Regional - Economista