18 de jul de 2011

CONVOCAÇÃO PARA CURSO DE FORMAÇÃO DA PM-AC

Considerando ser uma grande oportunidade, aproveito para divulgar aos leitores, que nesta segunda-feira, o diário oficial nº 10.593 (18/07/2011), foi publicado a Convocação, dentre outros, candidatos remanescentes, aprovados no concurso público para a Policia Militar do Estado do Acre no ano de 2008.

Para ver a lista, basta acessar o diário oficial do estado em: http://www.diario.ac.gov.br

Os candidatos convocados serão admitidos para o curso de formação. Será uma fase difícil, contudo, acreditando na aprovação da PEC 300 que tramita no Congresso Nacional, será um ótima oportunidade.

Ficamos no aguardo que o TCE-AC faça o mesmo com os aprovados no concurso de 2009, cujo prazo vai até fevereiro de 2012.



IDAILDO SOUZA DA SILVA
ECONOMISTA

14 de jul de 2011

REVISANDO AS DICAS DE TABELAS, FIGURAS E OUTROS ELEMENTOS

Àqueles que não estiveram presente na nossa última aula, segue algumas dicas e um reforço a todos:

Siglas

Na primeira vez que a sigla aparecer no texto deverá constar por extenso seguida da sigla, como no caso abaixo:

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Ilustrações

Todas as ilustrações (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros) devem ser identificadas na parte inferior com a palavra que a especifique, título e numeração em algarismos arábicos (fonte 10)1. Toda vez que se inserir uma ilustração deve-se discuti-la no texto, fazendo referência à mesma.

Ex: Figura 1 – Representação das inter-relações entre conceitos.

 
Tabelas

Os títulos das tabelas devem figurar na parte superior, o mais próximo possível da tabela, e constar a palavra Tabela e o seu número de ordem em algarismos arábicos como, por exemplo: Tabela 1 - (nome).

Caso a tabela não caiba em uma única folha, deverá ser repetido o título e o cabeçalho na folha seguinte.
 
 
Relembro que o aprendizado até aqui, já é de grande valia, contudo, sempre devemos buscar um pouco mais.
 
 
IDAILDO SOUZA DA SILVA

RELEMBRANDO AS CITAÇÕES

Considerando as dificuldades encontradas, porém, não transpostas por todos, vale lembrar alguns detalhes, de uma maneira bem geral, sobre as regras de citações que serão utilizadas no trabalho.

Usando diversos materiais, iclusive da internet, foi possivel escrever tais esclarecimentos, tomando como referência, os problemas que persistem nos trabalhos.

Assim, observe que as citações no texto devem ser apresentadas de acordo com a ABNT. Apresentam-se, a seguir, as mais freqüentemente utilizadas. Para utilização das demais, favor consultar a referida Norma.

Segundo a ABNT  citação é "a menção de uma informação extraída de outra fonte". Encontram-se três tipos de citação: direta, indireta ou citação de citação.

A citação direta é a “transcrição textual da parte da obra do autor consultado”.
No caso da citação indireta, ocorre uma transcrição livre do que foi lido, o que significa dizer que é elaborado “um texto baseado na obra do autor consultado”.
Por último, na citação de citação faz-se referência aos conceitos de um autor lidos em outro autor, por não se ter tido acesso à obra original e pode ser direta ou indireta.

O tamanho da citação determina a forma de apresentação e a localização no texto. As citações diretas devem conter obrigatoriamente a indicação da página onde foi extraído o texto. Essas devem ser feitas dos seguintes modos:

Até três linhas, deve ser incorporada ao parágrafo, entre aspas duplas:
Salomon (1999, p.299) destaca que a elaboração de uma monografia "exige uma preparação: saber trabalhar intelectualmente, com hábitos de estudo, leitura e documentação pessoal".

ou

"A incursão na atividade denominada 'monografia' exige uma preparação: saber trabalhar intelectualmente, com hábitos de estudo, leitura e documentação pessoal" (SALOMON, 1999, p.299). Nesse caso, evite começar um parágrafo com a citação.


Citação com mais de três linhas deve ser destacada com recuo de 4 cm da margem esquerda, com fonte menor que a usada no texto (no caso fonte 10) e sem aspas.

Geralmente, os trabalhos de pesquisa que se realizam em educação colocam Questões de Pesquisa ou Perguntas Norteadoras. Algumas pesquisas levantam também hipóteses. Não é raro que um trabalho de investigação reuna, ao mesmo tempo, Questões de Pesquisa e Hipóteses. Realmente, muitas vezes, as Questões Pesquisa envolvem subentendidamente a colocação de alguma hipótese (TRIVIÑOS, 1987, p.106).
Dentre as opções apresentadas pela ABNT para indicação da fonte da citação (sistema numérico ou autor-data), escolhe-se, normalmente, para a realização da monografia, o sistema autor-data, conforme exemplos de citações indiretas, a seguir:

Entre parênteses:

No empreendimento de se elaborar uma monografia hábitos básicos são necessários (SALOMON, 1999).

Se fossem dois autores, os sobrenomes seriam separados por ponto e vírgula (LIMA; SOARES, 2003).

No caso de citação de um documento, veja o exemplo a seguir, extraído da NBR 10520, de agosto de 2002:

O mecanismo proposto para viabilizar esta concepção é o chamado Contrato de Gestão, que conduziria à captação de recursos privados como forma de reduzir os investimentos públicos no ensino superior (BRASIL, 1995).

Na lista de referências, ficaria assim:

BRASIL. Ministério da Administração Federal e da Reforma do Estado. Plano diretor da reforma do aparelho do Estado. Brasília, DF, 1995.


Incluído no texto:

Segundo Salomon (1999) ao se fazer uma monografia são necessários alguns hábitos essenciais.

Se fossem dois autores, os sobrenomes seriam ligados pela conjunção “e”. Ex: Segundo Lima e Soares (2003).......

Destaca-se que a inclusão de números de páginas é obrigatória apenas nas citações diretas e nas indiretas é opcional.

Na citação de citação, identifica-se, nas referências, a obra diretamente consultada:

Segundo Silva (1983 apud PESSOA, 1999, p.3) ou (SILVA, 1983, p.25 apud PESSOA, 1999, p.3) - isso significa que Silva foi lido na obra de Pessoa, portanto Pessoa deverá fazer parte das referências. Novamente, a página é obrigatória apenas nas citações diretas.

Qualquer que seja o tipo de citação, não insira no texto sem discutir as idéias dos autores.
 
Espero assim, que revisem alguns equívocos cometidos.
 
Lembrando que: sempre podemos melhorar.
 
 
 
IDAILDO SOUZA
 

CUIDADOS QUANTO À METODOLOGIA DA MONOGRAFIA

Considerando a orientação já realizada, nunca é demais acrescentar alguns aspectos gerais. Pensando nisso, será necessário observar no nosso capitulo metodológico os aspectos abaixo:

1 - Tipo de pesquisa: (detalhar se será uma pesquisa qualitativa ou quantitativa; se estudo de caso; focus group; survey; análise documental; entrevistas ou se apenas pesquisa bibliográfica. Nesse último caso, não precisarão detalhar os outros subitens da Metodologia).

2 - Amostra ou participantes da pesquisa: detalhar o tipo e quantidade de participantes da pesquisa, isto é, quantos sujeitos responderão ao questionário ou serão entrevistados, por exemplo. Informar se são estudantes, gerentes de uma empresa pública ou provada, em qual região do país residem, sem precisar identificar essas pessoas. No caso de pesquisa documental, informar que tipos de documentos, de que época, qual a quantidade.

3 - Instrumento: que tipo de questionário será aplicado, com questões abertas ou fechadas, conteúdo das questões. Como será o roteiro da entrevista: número de questões e conteúdo. Como será o roteiro de tópicos a serem observados nos documentos.

4 - Procedimento: como as informações serão coletadas. No caso do questionário: serão enviados por e-mail? Por malote interno da Empresa? Aplicados pessoalmente pelo pesquisador? A aplicação será individual ou coletiva? Em que local?

No caso das entrevistas: serão individuais ou em grupo? Serão gravadas ou filmadas? Em  que local serão feitas?

No caso dos documentos: como serão obtidos?

5 - Análise dos dados: Serão usadas estatísticas para análise dos dados? Quais estatísticas? Será feita análise de conteúdo das entrevistas, a partir da criação de categorias comuns às respostas dos sujeitos?
 
Isso é o mínimo. É claro que para o nosso trabalho, cada ítem poderá sofrer detalhamentos.
 
Espero ter contribuido.
 
 
 
IDAILDO SOUZA  - ECONOMISTA - MESTRE EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL