26 de fev de 2011

O Problema é um problema

Lembrando do sentido etimológico da palavra monografia destacado por Salomon (1999): monós (um só) e graphein (escrever). Trata-se da dissertação a respeito de um único assunto. Daí a necessidade de especificar apenas um problema de pesquisa.

Regras para a formulação do problema

Cabe ressaltar duas regras propostas por Salomon (1999, p. 281) na formulação do problema de pesquisa:
a. fazer a formulação à maneira de pergunta ou proposição interrogativa;
b. fazê-la em função da contraposição ou simplesmente em contradição com o conhecimento anterior (o que temos até o surgimento do problema).
O autor orienta sobre a necessidade de se definir tema e tópico para se chegar ao problema de pesquisa, partindo-se de algo mais geral para mais específico. O tema diz respeito à designação do assunto que se discorre. Tópico, por sua vez, especifica um aspecto ou parte dessa abordagem. O problema, por sua vez, é a descrição mais específica e clara do que se deseja investigar.
Na literatura de metodologia científica é mais comum se encontrar a indicação de tema e problema, sem passar pela etapa de definição de um tópico. Para facilitar a compreensão do assunto, apresentam-se a seguir alguns exemplos de temas e problemas de pesquisa extraídos da literatura sobre metodologia científica.
Percebe-se que a definição do problema é crucial para o êxito da elaboração da monografia. Após definido o problema, há necessidade de concluir o projeto de monografia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.